27 Franquias Odontológicas com Investimento entre R$ 12.000,00 e R$ 775.000,00

Investir em uma franquia pode parecer uma grande ideia, mas é preciso tomar alguns cuidados. Pois, existem diversos fatores a serem considerados antes de tomar uma decisão, por menor que seja o investimento. Para muitas pessoas, R$ 12.000,00 é pouco dinheiro e, para outras é muito.


Analisamos aqui, 27 franquias odontológicas que são associadas a ABF - Associação Brasileira de Franchising. E esse já é o primeiro ponto a ser levado em conta. Não que ser associado ou não associado seja sinônimo de sucesso ou fracasso, mas é um fator importante porque a busca principal por uma franquia é minimizar os riscos adquirindo um negócio que já foi testado e validado com padronização da marca e gestão estratégica do negócio.


A seguir, listamos 6 passos para você seguir antes de adquirir uma franquia:


  1. Faça uma autoavaliação: analise se você tem perfil ou não para ser um franqueado. Quais são as suas características pessoais? Qual é a sua capacidade de investimento? Por quanto tempo você consegue sobreviver sem ter retorno do investimento? Quais habilidades e conhecimentos sobre negócios você tem? Quais são os seus objetivos de vida de curto, médio e longo prazo? Você tem disponibilidade e vontade de aprender? Você é ambicioso? É persistente?

  2. Conheça o sistema de franquias: Faça um levantamento da franquia a qual você pretende investir. Investigue qual é o investimento mínimo, ROI - Retorno sobre o investimento, Taxas, Royalties, faturamento médio mensal, lucratividade, capital de giro necessário, quando foi fundada, história, número de unidades, quais tipos de apoio e treinamentos a franqueadora oferece, vantagens e desvantagens. Os próprios sites das franqueadoras oferecem grande parte dessas informações. Visite o site da ABF também. E, principalmente, converse com pessoas que são ou que já foram franqueados.

  3. Análise o mercado: pesquise o IDH, população, renda, características, leis, número de dentistas, clínicas dentárias, etc. do município onde você pretende abrir a clínica.

  4. Questione a franqueadora: Faça perguntas do tipo: Quais os principais desafios do negócio? Quantas unidades existem em funcionamento? Quantas unidades fecharam? Por quê? Qual é a estrutura da franqueadora? Quais são as projeções de crescimento e expansão? Qual é o raio mínimo para colocar outra unidade próxima? Qual é o perfil de franqueado que estão em busca? Qual é o nível de autonomia? Qual é o suporte para inauguração? Como é aplicado o fundo de propaganda? Qual é o pró-labore estimado?

  5. Consulte um advogado: é comum não estudar os passos anteriores e se frustrar lá na frente. Um advogado especialista em sistema de franquias pode ajudar.

  6. Envolva a família: essa decisão irá afetar toda a sua família, faça com que eles participem do processo e tomada de decisão.


A maior parte das sedes das franquias estão no estado de São Paulo, seguido dos estados do Paraná e Rio Grande do Sul.

Veja a seguir, algumas informações sobre as 27 franquias analisadas nesse estudo.










Clique na imagem abaixo e acesse o estudo completo Odontologia Brasileira em Números 1970/2020.




Leia também, o artigo Inteligência de Negócios na Odontologia.


#franquiasodontológicas #inteligênciadenegóciosnaodontologia #odontologiabrasileiraemnúmeros

0 visualização